Pirâmides de Gizé

Cairo, República Árabe do Egito
Tema: Egito Antigo
Sítio Arqueológico: Necrópole de Gizé
Visita: Setembro, 2015
Patrimônio Mundial da UNESCO, 1979

Website Collection location
Website GoogleMaps

As pirâmides de Gizé, construídas para durar uma eternidade. E foi exatamente isso o que os antigos egípcios fizeram. As tumbas monumentais são relíquias da era do Antigo Império do Egito e foram construídas há cerca de 4.500 anos.

Pirâmides Quéops, Quéfren e Miquerinos.- Da maior para a menor -.

Os faraós do Egito esperavam se tornar deuses na vida após a morte. Para se preparar para o próximo mundo, eles ergueram templos aos deuses e enormes tumbas em pirâmide para si próprios – cheios de todas as coisas que cada governante precisaria para se guiar e se sustentar no próximo mundo.

O Faraó Quéops deu início ao primeiro projeto da pirâmide de Gizé, por volta de 2550 a.C. Sua Grande Pirâmide é a maior de Gizé e se eleva a cerca de 147 metros acima do planalto. Seus estimados 2,3 milhões de blocos de pedra pesam em média 2,5 a 15 toneladas cada.

Pirâmide de Quéops


O filho de Quéops, Faraó Quéfren, construiu a segunda pirâmide em Gizé com 143 metros, por volta de 2520 a.C. Sua necrópole também incluía a Esfinge, um misterioso monumento de calcário com o corpo de um leão e a cabeça de um faraó.

Pirâmide de Quéfren
Esfinge


A Grande Esfinge. Esculpida em pedra calcária, tem as características faciais de um homem, mas o corpo de um leão reclinado; tem aproximadamente 73 metros de comprimento e 20 metros de altura. A Esfinge pode ser a sentinela de todo o complexo de tumbas do faraó.


A terceira pirâmide de Gizé é consideravelmente menor que as duas primeiras, 66 metros. Construído pelo Faraó Miquerinos por volta de 2490 a.C., ele apresentava um templo mortuário muito mais complexo.

Pirâmide de Miquerinos


Todas as três pirâmides foram saqueadas tanto interna quanto externamente nos tempos antigos e medievais. Assim, os bens da sepultura originalmente depositados nas câmaras mortuárias estão faltando, e as pirâmides não atingem mais suas alturas originais porque foram quase inteiramente despojadas de seus invólucros externos de calcário branco liso; a Grande Pirâmide, por exemplo, tem agora apenas 138 metros de altura.

A de Quéfren é a única que retém o revestimento externo de calcário apenas em sua parte superior. Também nas proximidades estavam pirâmides subsidiárias usadas para sepultamentos de outros membros da família real, destinado as rainhas.


A questão de como as pirâmides foram construídas não recebeu uma resposta totalmente satisfatória. O mais plausível é que os egípcios empregavam um aterro inclinado e envolvente de tijolo, terra e areia, que aumentava em altura e comprimento à medida que a pirâmide se erguia; blocos de pedra eram içados pela rampa por meio de trenós, rolos e alavancas. De acordo com o historiador grego Heródoto, a Grande Pirâmide levou 20 anos para ser construída e exigiu o trabalho de 100.000 homens.

No final do século XX, no entanto, os arqueólogos encontraram evidências de que uma força de trabalho mais limitada pode ter ocupado o local de forma permanente, em vez de sazonalmente. Sugeriu-se que apenas 20.000 trabalhadores, com pessoal de apoio acompanhante (padeiros, médicos, padres, etc.), seriam adequados para a tarefa.

🔗 Giza 3D by Havard


Foto-α: Quéops e Quéfren
Fontes: Britannica.com & NationalGeographic.com


Ser parte da História
… é ter a percepção do esforço humano.

… É ligar os pontos que costuram o conhecimento.
… É poder mergulhar no Nilo para alcançar a plenitude
no Pôr do Sol.


UM Valew Valew OnTheRoad ==🤙

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.